13
outubro
2021
MANGUALDE: SONAE LANÇA OBRIGAÇÕES ‘VERDES’ PARA FINANCIAR A CENTRAL DE BIOMASSA

A Sonae Capital vai emitir obrigações 'verdes' no valor de 40,8 milhões de euros, para financiar a central de biomassa que desde 2020 está a funcionar em Mangualde.

Segundo uma comunicação da Sonae Capital, a emissão será feita através da Sociedade de Iniciativa e Aproveitamentos Florestais – Energia, detida pela sua subsidiária Capwatt, e conta com o BPI e o Banco de Empresas Montepio (BEM) como parceiros da operação.

A Sonae Capital recorda que "a central de biomassa residual florestal de Mangualde, que começou a operar em 2020, representa um investimento de cerca de 50 milhões de euros e utiliza a melhor tecnologia disponível para produzir energia renovável a partir de biomassa florestal residual".

A central "valoriza anualmente cerca de 300 mil toneladas de biomassa florestal residual (não consome madeira virgem), promovendo a economia circular e satisfazendo a totalidade das necessidades de energia térmica da unidade industrial da Sonae Arauco na mesma localização e gerando adicionalmente 83 GWh/ano de energia renovável descentralizada", refere ainda a empresa.

A presidente executiva da Sonae Capital, Ivone Teixeira, afirmou, citada em comunicado, que a "emissão de 'green bonds' [obrigações verdes] permite, também, reforçar a posição de liquidez da Sonae Capital, diversificando as fontes de financiamento e aumentando a maturidade média da dívida".

"Trata-se da primeira emissão de ‘green project bonds’ da Sonae Capital, através da sua participada SIAF, por subscrição particular e em regime de ‘project finance", segundo o Banco de Empresas Montepio, que apoiou a Sonae Capital na estruturação da sua primeira linha de financiamento sustentável.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.

Copiar link da notícia