24
novembro
2021
TONDELA: MUNICÍPIO PROTESTA CONTRA A FALTA DE MÉDICO DE FAMÍLIA EM LAGEOSA DO DÃO

A Câmara de Tondela denuncia o que considera ser a incapacidade da extensão de saúde de Lajeosa do Dão, em “dar uma resposta eficaz aos utentes” e, adianta em comunicado, que “a médica de família está ausente há cerca de 15 dias e ainda sem substituição prevista, mesmo após o Município ter alertado que esta se encontrava em final de tempo de gravidez e que deveria ser acautelada a sua substituição”, pode ler-se.

“Falamos de uma freguesia, com cerca de 1900 habitantes, que fica sem médico de família, com um nível de envelhecimento bastante elevado e bastante dispersa geograficamente”, acrescenta a autarquia, recordando que, há cerca de um ano, o Município disponibilizou assistentes operacionais para as extensões de saúde do Caramulo e da Lajeosa do Dão, para garantir o normal funcionamento e a abertura destas estruturas, mesmo não sendo essa uma responsabilidade da autarquia.

Lembra ainda a situação em São João do Monte, onde “após uma longa luta para conseguir a reabertura desta extensão” conseguiu que fosse criado um Balcão SNS 24, “a funcionar no espaço desde maio e cujo balanço evidencia a necessidade deste serviço pelas utilizações que tem tido”, pode ler-se.

“Este balcão responde a parte das necessidades da população da União de Freguesias de São João do Monte e Mosteirinho, mas, mais uma vez, só foi possível instalar-se, porque a responsabilidade financeira de uma assistente técnica, bem como de apetrechamento de todo este espaço é da responsabilidade da autarquia”, frisa o Município de Tondela, acrescentando que tem manifestado de forma reiterada “o desagrado em relação à forma como a saúde é tratada no concelho”, reconhecendo “o enorme esforço e dedicação de tantos profissionais, cujo trabalho, na perceção dos cidadãos, fica secundarizado, face a situações que não se justifica existirem, por não serem objeto de qualquer motivo imponderável”.

“Não há qualquer preocupação das entidades de tutela em acautelar as situações que atempadamente referenciamos, como é o caso da falta de médicos de família em locais já por si desprovidos de outros recursos”, explica o Município de Tondela.

Estas preocupações foram comunicadas às estruturas de tutela da saúde: ACES Dão Lafões, ARS Centro e Ministra da Saúde.  

Esta e outras notícias para ouvir na Estação Diária – 96.8 FM e ainda em ED Jornal

Copiar link da notícia