4
agosto
2022
SÃO JOÃO DA PESQUEIRA: ÁGUA PODE FALTAR NAS TORNEIRAS JÁ EM SETEMBRO

O presidente da Câmara de São João da Pesqueira admite que, se não chover, em meados de setembro vai faltar água nas torneias de casa dos habitantes, já que a Barragem de Ranhados, que abastece mais dois municípios, e ainda uma freguesia de Tabuaço, está praticamente sem água.

Manuel Cordeiro assume que a situação “é preocupante” e apesar do esforço do município, e também dos da Mêda e Foz Côa, que igualmente se abastecem na albufeira de Ranhados, “se não chover, prevê-se que em setembro não haja água” para abastecer as populações.

O município já deixou de regar jardins públicos e viu-se obrigado a cobrar fatura da água a todas as associações e IPSS [instituições particulares de solidariedade social] do concelho. Fontes e fontanários estão também com fornecimento interrompido.

Medidas que deram alguns frutos, mas a situação continua preocupante perante a situação de seca extrema que afeta a região.

Num concelho muito agrícola, e perante a necessidade de rega das culturas, o autarca de São João da Pesqueira admite que a solução passará por usar águas residuais das ETAR’s, tendo já os filtros necessários e a autorização da Águas do Norte e da APA [Agência Portuguesa do Ambiente] para avançar com a medida. O objetivo é usar estas águas residuais para regas e poupar a da barragem para consumo das populações.

Esta e outras notícias para ouvir na Estação Diária – 96.8 FM e ainda em ED Jornal

Copiar link da notícia