4
agosto
2022
SERNANCELHE: SUSPEITO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA COM PULSEIRA ELETRÓNICA

Em Sernancelhe, um homem de 63 anos, suspeito do crime de violência doméstica, viu o Tribunal de Moimenta da Beira aplicar-lhe a medida de coação de pulseira eletrónica, ficando proibido de se aproximar da companheira.

O homem havia sido detido, em flagrante, por militares da GNR, que alertados para a situação chegaram ao local e encontraram o homem “a proferir ameaças de morte à sua companheira, na presença do seu filho, tendo sido de imediato detido”, informou em comunicado o Comando Territorial de Viseu da GNR.

A pulseira eletrónica obriga o homem a manter uma distância mínima de 300 metros para a vítima.

Na sequência desta detenção, foram apreendidas ao homem 69 munições de calibre 7,65mm, 57 cartuchos de chumbo de calibre 12, nove cartuchos de bala de calibre 12, sete munições de calibre 6,35mm, uma munição calibre 22mm e uma munição calibre 45 colt.

Lembra a GNR que “a violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva” e que se alguém “precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica” deve participar através das várias plataformas existentes.

Seja pelo Portal Queixa Eletrónica (queixaselectronicas.mai.gov.pt), por telefone (número nacional de emergência, 112), no posto da GNR mais próximo da área de residência.

Esta e outras notícias para ouvir na Estação Diária – 96.8 FM e ainda em ED Jornal



Estação Diária
Está a ouvir